"Não te desvies nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé da malignidade!"

Provérbios 4:27 - King James Bible

“Portanto assim diz o Senhor: Se tu voltares, então te trarei, e estarás diante de mim; e se apartares o precioso do vil, serás como a minha boca; tornem-se eles para ti, mas não voltes tu para eles”

Jeremias 15:19 - ACF

CALVINO E O ARCANJO MIGUEL



A doutrina de que Jesus é o arcanjo Miguel é considerada por muitos como uma heresia peculiar das Testemunhas de Jeová. De fato, as Testemunhas ensinam com frequência que Jesus é idêntico a Miguel, tanto em sua existência pré-humana, como depois de ter voltado ao céu após sua ressurreição. O que dizem as páginas 828 e 829 do manual da Torre de Vigia intitulado ESTUDO PERSPICAZ DAS ESCRITURAS (1991, vol. II) é um exemplo disso.

Os Adventistas do Sétimo Dia também comentam essa tamanha heresia afirmando que:

“Moisés passou pela morte, mas Cristo desceu e lhe deu vida antes que seu corpo visse a corrupção. Satanás procurou reter o corpo, pretendendo-o como seu; mas Miguel ressuscitou Moisés e levou-o ao Céu. […] Satanás maldisse amargamente a Deus, acusando-o de injusto por permitir que sua presa lhe fosse tirada; Cristo, porém, não repreendeu a Seu adversário, embora fosse por sua tentação que o servo de Deus houvesse caído. Mansamente remeteu-o a Seu Pai, dizendo: ‘O Senhor te repreenda’.” (WHITE, Ellen G. Primeiros Escritos. Tatuí – SP: Casa Publicadora, 1995. p. 164)

Talvez alguém queira, então, saber o que isso tem a ver com esta obra literária chamada Calvinismo Recalcitrante. Explico, é que João Calvino cometeu a mesma conjectura dizendo que: “Alguns acreditam que a palavra Miguel representa Cristo, e eu não me oponho a esta ideia […] eu incluo o sentido que eles relacionaram este à pessoa de Cristo”. (CALVINO, João. Um comentário sobre Daniel. Edimburgo, reimpressão de 1995, vol. II, p. 253 – 369).

Claro que os calvinistas também rechaçam isso como uma heresia, mas relutam em admitir qualquer questionamento na doutrina “tulipiana” dos pontos soteriológicos de João Calvino. Quando os remonstrantes (arminianos) quiseram e solicitaram, para reavaliar as conjecturas da doutrina, foram enxovalhados e pejorativamente adjetivados de sectários (alguns até foram mortos e queimados como hereges). Desde então, os calvinistas têm se colocado em uma posição jactanciosa diante de uma questão que é teologicamente complexa ante a magnitude do tema. Assim como ele errou em comparar Jesus a um anjo, com certeza outros pontos precisam ser reavaliados sem medo e pela simplicidade da Palavra.

Mas por que é heresia chamar Jesus de Anjo?


Porque Jesus é Criador (Jo. 1.3; Cl. 1.15-16) e Miguel é uma criatura celestial, criada pelo próprio Jesus. Os anjos não podem ser adorados (Cl. 2.18; Ap. 22.8-9) ao passo que Jesus é adorado pelos próprios anjos (Hb. 1.6; Ap. 5.11-13). Miguel é um dos primeiros príncipes (Dn. 10.13) indicando com isso que existem outros iguais a ele; entretanto, Jesus é o Unigênito do Pai, mostrando que não existe outro igual a Ele (Jo. 1.14; 3.16).

Extraído de http://www.cacp.org.br/calvino-e-o-arcanjo-miguel/